HISTÓRIA DE FARMACÊUTICO VITORIENSE CRIADOR DO GUARANÁ JESUS VAI VIRAR FILME

Reprodução

Criada nos anos de 1920, a fórmula do Guaraná Jesus foi desenvolvida pelo farmacêutico, Jesus Norberto Gomes, em São Luís (MA). Inicialmente, a ideia era desenvolver um medicamento, entretanto, o sabor do ‘xarope’ agradou demais os netos do profissional, se tornando, anos depois, a bebida Kola Guaraná Jesus, que foi incorporada ao gigante grupo da Coca-Cola, em 2001. Devido ao sucesso, essa história vai se tornar um filme.

Com direção do cineasta, Frederico Machado, o filme vai retratar a história de Jesus desde a infância, na cidade onde ele nasceu, Vitória do Mearim (MA), até a criação da bebida, nos anos de 1920, quando ele se tornou um importante farmacêutico, já morando em São Luís (MA), devido ao sucesso dos seus negócios que foi impulsionado pela criação do guaraná. As filmagens estão previstas para começar em novembro de 2020.

Em sua trajetória,  aos 14 anos, Jesus se mudou para a capital do Estado do Maranhão, na esperança de trabalhar em qualquer coisa e ganhar dinheiro. Sua primeira oportunidade de emprego foi na farmácia Marques, onde ele começou a ter interesse pela profissão de farmacêutico.

Aos 20 anos, ele comprou uma farmácia intitulada Galvão. A partir desse momento, começou a fabricar alguns medicamentos. Com o passar dos tempos, o farmacêutico criou uma seção de águas gasosas e refrigerantes, iniciando as pesquisas para produzir esses produtos. Então, surge o primeiro produto, o Guaraná Jesus, que possuía leve sabor amargo e não agradou a maioria dos degustadores naquela época.

No entanto, Jesus continuou com suas experiências, logo chegando à fórmula da Kola Guaraná Jesus, que foi muito bem aceita pela coloração diferenciada, cor de rosa, e pelo sabor adocicado, lembrando vagamente tutti-frutti. Entre os ingredientes do refrigerante estão extratos de guaraná, cafeína, teofilina e teobromina.

Principalmente no Maranhão, o sucesso do Guaraná Jesus atravessou gerações e se tornou, atualmente, um dos símbolos da cultura daquele Estado. No entanto, com o passar dos anos, a fama do produto, que é mais popular no Nordeste, fez com que a bebida virasse queridinha também em outras regiões do território nacional.

Jesus era visionário

Em 1963, Jesus faleceu, entretanto, ele deixou um enorme legado. Segundo seu neto, Fábio Gomes, seu avô era um grande visionário, pioneiro em explorar a biodiversidade da Amazônia.

Em entrevista à revista Piauí, em 2007, o familiar revelou que o farmacêutico fazia expedições e sempre trazia ervas da floresta amazônica. “Antes de todo mundo começar a falar em biodiversidade, ele já achava que o grande tesouro farmacológico do mundo estava na selva amazônica”, contou.

Ele ainda completou: “Quando ninguém falava em participação dos funcionários, meu avô dava participação nos lucros da farmácia”, finalizou.

Fonte: WANDY RIBEIRO. POSTADO EM GUIA DE CARREIRAS 

Ler anterior

Anvisa aprova realização de testes rápidos de coronavírus em farmácias e drogarias

Leia o próximo

SOLIDARIEDADE: Deputado Ricardo Rios destina 16 toneladas de alimentos para Vitória do Mearim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *